terça-feira, 2 de novembro de 2010

sítios

http://xenofobianao.tumblr.com/

http://031deoutubro.tumblr.com/

http://kioshi.blogspot.com/2010/11/xenofobia-no-twitter-contra-nordestinos.html

http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2010/11/impressoes-felizes-da-vida-sobre-as.html

quarta-feira, 7 de julho de 2010

O que tens na cabeça?


Alguns podem perguntar qual o sentido de uma pessoa aparentemente normal escrever sobre a realidade de seu país, de sua região, indagando o que um indivíduo destes tem na cabeça, afinal já possuímos as melhores informações... basta sintonizar o canal 12 (em Curitiba, 20 no litoral paranaense...) pelo horário das 20:15 (provavelmente vai se deparar com um indivíduo de cabelo escuro com uma mecha branca na frente, com cara séria) esquecer-se que é um ser pensante e absorver tudo o que é dito e se sentir informado e seguro de ter bebido a informação mais limpa que há. Mas o que vale não é a informação pela informação...é a maneira como vemos e, até mesmo, recebemos esta informação, a maneira como ela é discutida, as caretas feitas ao se pronunciar um nome ou um lugar, um adjetivo...tudo isso forma 'opinião'; da maneira mais sutil ela vai se formando. Hoje, nos tempos do politicamente correto, as opiniões não mais são expressas livremente, mas veladamente e tomamos isto por bonito: quanto mais alguém esconde aquilo que pensa, mais sublime é a sua alma. Quanto mais a pessoa (principalmente a pública) se adequa no 'politicamente correto', mais louvada será...por mais que ela não diga nada e nem expresse qualquer pensamento. Não pretendo ir contra a moral e os bons costumes, mas sim contra a falsidade, que assim como a opinião, vai se infiltrando em uma sociedade, vai sendo reconhecido como único modo possível de ser e de opinar sobre o que se é, e qualquer um que fuja a isto é um desequilibrado ou lunático.
Aqui pretendo criar uma arena de discussão e reflexão, nem que apenas eu discuta e reflita comigo mesmo ou com meia dúzia de pessoas que resolveram deixar o Big Brother (não o do livro, claro. Ignorante diz:'que livro?') para expandir seus horizontes e ouvir aquilo que um de seus semelhantes tem a dizer e como este outro percebe a realidade a sua volta.

Para conhecer minhas visões políticas, leia o artigo inicial de meu outro blog: bairro-novo.blogspot.com


O Autor